Brasil autoriza asilo a 25 militares da Venezuela em embaixada – NSC Total

O presidente Jair Bolsonaro atendeu a pedido de asilo político de 25 militares venezuelanos na embaixada do Brasil na Venezuela. A informação foi confirmada à Folha de S.Paulo pelo porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros.

O pedido de asilo dos militares ocorre em meio a um confronto entre apoiadores do ditador Nicolás Maduro e seus opositores nas ruas de Caracas. Na madrugada desta terça (30), os líderes da oposição Juan Guaidó e Leopoldo López deram início a uma ação para tentar derrubar o regime de Maduro.

López, que estava em prisão domiciliar, foi para a rua ao lado de Guaidó. Ambos se dirigiram para a base aérea de La Carlota, em Caracas, onde anunciaram o apoio de militares dissidentes e convocaram a população a se juntar a eles.

Maduro, no entanto, disse que as Forças Armadas do país seguem leais a ele e convocou uma manifestação popular em apoio a seu governo.

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro fez diversas manifestações de apoio à derrubada do governo venezuelano. Por meio de uma nota, encorajou países a apoiarem o movimento para retirar Maduro do cargo.

“Exortamos todos os países, identificados com os ideais de liberdade, para que se coloquem ao lado do presidente encarregado Juan Guaidó na busca de uma solução que ponha fim na ditadura de Maduro, bem como restabeleça a normalidade institucional na Venezuela”, afirmou o presidente por meio de nota divulgada pelo porta-voz do governo.

No confrontos entre apoiadores de Maduro e de Guaidó, um blindado chegou a passar por cima de manifestantes em Caracas, capital do país.

Leia também:

VÍDEO: blindado da Guarda Nacional passa por cima de manifestantes na Venezuela

FOTOS: confronto entre manifestantes e tropas de Maduro na Venezuela

Powered by WPeMatico